ABUSO EMOCIONAL INFANTIL

ABUSO EMOCIONALABUSO EMOCIONAL INFANTIL

 

ABUSO EMOCIONAL INFANTIL – resulta de uma confusão de fronteiras dentro da família e a uma reversão da ordem da natureza. Acontece quando são as crianças que cuidam de seus pais e não o contrário.

Não é só o caso de filhos de alcoólatras, depressivos graves, etc. Ele ocorre na maior parte das famílias  ditas “normais”. Uma ou mais crianças da família são  especialmente estimuladas para serem as auxiliares da mamãe ou do papai. Isso acontece muitas vezes porque este adulto que pede ajuda é , ele mesmo, frágil e não consegue se defender de alguma situação abusiva intrafamiliar.

A  criança assume este papel especial não porque realmente queira. Ela se encarrega dessa função para ajudar os pais de quem depende e/ou  para assegurar o seu amor que pode ser perdido se contrariá-los. Em resumo, para evitar a solidão e o abandono.

Paradoxalmente, esta criança eficientemente adulta, acaba possuindo  dentro de si uma criança abandonada e magoada, pois  enquanto cuidava tão bem dos pais, suas próprias necessidades infantis não foram satisfeitas nem respeitadas.

Outra forma de abuso emocional é desrespeitar a  vontade da criança, impondo-lhe o desejo dos pais e não levando o dela em consideração. Por exemplo, fazer a criança comer o que não quer, vestir a roupa que odeia, etc.

 

LEIA MAIS EM :               http://www.rosacukier.com.br/como-sobrevivem-emocionalmente-os-seres-humanos/